quinta-feira, 9 de julho de 2015

Ex-professor confirma: UnP demitiu mais de 100 docentes

O professor recém-demitido da Universidade Potiguar (UnP), Clayton Barreto, confirmou ao Visor Político que as demissões em massa realmente ocorreram na instituição de ensino. Em um comentário feito no Visor ele afirma que no dia em que foi ao médico passar pelo teste demissional, no início do mês, havia com ele mais 20 professores, todos da UnP, além de outros 100 que já tinham passado pelo mesmo médico anteriormente.
“As fontes são os próprios professores. Eu fui um e tinha três anos de casa, possuo mestrado e na fila do exame demissional havia cerca de 20 docentes no dia que eu fui me desligar. O médico que nos atendeu confirmou que já tinha atendido cerca de 100 demissionários”, escreve o professor.
Na página do Facebook de Clayton, data do dia 1º de julho uma notificação dando conta de sua demissão da instituição de ensino. “Clayton Barreto saiu do emprego na empresa UnP – Universidade Potiguar”. Consta em sua página na rede social a profissão de docente DNS III.
Outro leitor do Visor Político, o José Walterler, também confirmou as informações, acrescentando que não somente a UnP está demitindo funcionários em massa.
“É mais do que verdadeiro. E não é só na UnP, Na Estácio também. Minha companheira faz Serviço Social na Estácio e o curso simplesmente Fechou. Apenas disseram: No próximo semestre não teremos mais a turma do curso de Serviço Social Matutina. Juntaram aqueles que querem continuar com a turma do noturno, o que, além de elevar o número de alunos, perde-se a qualidade do curso, que já era sofrível. Ponto para o Governo do PT”, comentou o leitor.
A crise na instituição seria consequência dos cortes de verba no Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). Na manhã desta quinta-feira, dezenas de professores, alguns com 10, 15 e até 20 anos de casa, receberam a notícia da demissão sumária. As primeiras informações são de que cerca de 180 professores teriam sido demitidos. As exonerações atingem os campi de Natal e Mossoró.